Ferramentas Pessoais
Acções do Documento

A Província

 

 

1.INTRODUÇÃO

No Centro de Moçambique, encontra-se a Província de Tete. que pode ser sintetizada em três palavras fundamentais: Hospitalidade, Tranquilidade e Beleza Natural, ademais de se encontrar, nesta Província, um povo que por suas veias corre o sangue da Moçambicanidade com uma larga história de luta libertadora.

 

2.CARACTERIZAÇÃO GERAL DA PROVÍNCIA DE TETE

2.1. Localização Geográfica e Situação Astronómica

A Província de Tete situa-se no extremo noroeste do país, e faz fronteira com 3 (três) Países numa extensão total de 1480Kms, nomeadamente com a República do Malawi 610 Kms, com a República da Zâmbia 420 Kms e com a República do Zimbabwe 450Kms. Zâmbia e Malawi a norte, Malawi a este, Zâmbia e Zimbabwe a oeste e a sul com o Zimbabwe e três províncias Moçambicanas, Zambézia a este, Manica e Sofala a sul e entre as coordenadas de 14º00'S e 17º42'01"S e 30º13'E e 35º20'07"E.

Esta grande extensão da fronteira para a sua protecção, funcionam Sub-unidades da Polícia de Guarda Fronteira, a Migração, a Polícia Fiscal (Alfândegas) para além da PRM (Polícia da Republica de Moçambique).

Ao longo destas fronteiras, existem 8 (Oito) Postos de Travessia em funcionamento:

Com a República do Malawi: Vila Nova da Fronteira; Zóbuè, Biri-Biri e Calómue;

Com a República da Zâmbia: Kassacatiza e Zumbu e

Com a República do Zimbabwe: Mukumbura e Kuchamano.

2.2. Situação Astronómica

Norte - latitude de 14º00'S.

Este - longitude de 35º20'07"E.

Oeste - longitude de 30º13'00"E.

Sul - latitude de 17º42'01"S.

 

2.3. Superfície e Divisão Administrativa

Total - 100 742 Km2, terra firme - 98 230 Km2 e águas interiores - 2494Km2. É a 3ª maior do país depois das províncias de Niassa e Zambézia.

Capital da província - Cidade de Tete.

Possui 13 Distritos - incluindo a cidade de Tete, que são: Na região norte do Rio Zambeze: Angónia, Moatize, Mutarara, Tsangano, Zumbu, Chifunde, Chiúta, Macanga, Marávia, e na região sul do Rio Zambeze: Cahora-Bassa, Changara, Mágoè e Cidade de Tete.

Possui 34 Postos administrativos

Possui 124 Localidades.

Possui 03 Municípios ( Cidade de Tete,  Vilas de Moatize e  Ulónguè)

Os Distritos de Macanga, Tsangano e Angónia situam-se a altitudes superiores a 1000 metros, Changara e Mágoè em altitudes inferiores a 200m e os restantes entre 200 e 1000m.

O ponto mais alto é o monte Dómuè (2093m) no Distrito de Angónia, onde a precipitação varia entre os 400 e 1000mm.

A região sul de Tete, com clima tropical seco as precipitações variam entre 600-800 mm.

Norte e partes de Zumbu e Chiúta com clima tropical de altitude, a precipitação varia entre 800-1000mm e superior a 1000mm nos distritos de Macanga, Angónia, Tsangano e norte de Marávia.

Uma faixa no sentido oeste-este de Chiúta a Moatize possui o clima tropical húmido.

2.4. População (Censo 2007)

A Província de Tete, possui uma população total de  2.137.700 habitantes, dos quais 1.043.590 homens e  1.094.110 mulheres, encontrando-se distribuída de forma irregular pelos diferentes distritos, verificando-se maior concentração na Região Norte, com cerca de 71% do total da população da Província.

Por Distritos, registam-se maiores concentrações da população nos Distritos de Angónia, representando cerca de 16.8% seguido de Moatize 12.1, Mutarrara com 11.6%, e  Tsangano com 9.5

Os distritos menos populosos são Zumbo 3.2 e Mágoè que concrentram apenas 3.9 % e Chiúta 4.2 %

 

2.5. Enquadramento Social

Na Província de Tete encontram-se vários agrupamentos étnicos, (Mário de Carvalho 1969) a seguir mencionados: Grupos étnicos: Nyúngue, Angune, Shona, Zezuro, Marave, Nyanja, Chewa, Nsenga e Tawala.

Grupo Angune, Angonis - encontram-se no distrito da  

Angónia.

Grupo Shona, Zezuros – Chicôa-Mágoè e Zumbu na margem direita do rio Zambeze.

Povos do baixo Zambeze, Nyúngues - habitam as duas

margens do rio Zambeze, e, em volta da cidade de

Tete.

Grupo Marave, Nyánjas - em Mutarara, enquanto outras línguas encontram-se espalhadas quase em todos os distritos da Província, um pouco por todo o lado, por causa de migração das populaçõe por vários factores.

Chewas - Angónia, Macanga e parte oriental da

Marávia.

Sengas - Marávia e Zumbu.

 

2.6 Clima, Relevo,  Fauna e Flora

Clima

Identificam-se na Província de Tete três tipos de climas:

O Clima Tropical Seco

Que ocupa uma pequena faixa a esquerda do rio Zambeze e toda a região a direita excepto uma pequena faixa no distrito de Mutarara que possui o clima tropical húmido, com temperaturas máximas médias anuais na ordem dos 32°C e a precipitação máxima de 180 mm.

O Clima Tropical Húmido

Que , ocupa uma faixa alongada no sentido este-oeste no interior da região norte de Tete,

O Clima Modificado pela Altitude

Desde o rio Aruângua (Zumbo) ao distrito de Tsangano causado pelos planaltos da Marávia-Angónia com temperaturas máximas médias anuais na ordem dos 26°C e com uma precipitação máxima média de aproximadamente 360 mm.

A temperatura média mensal nos meses mais quentes: Outubro, Novembro, Dezembro, Janeiro e Fevereiro é cerca de 28 a 29°C e nos meses mais frios, Junho e Julho de 22°C.

 

O Relevo

O relevo de Tete subdivide-se em duas partes bem distintas, sendo a norte da província a formação dos planaltos da Marávia-Angónia e a sul, a planície do vale do Zambeze, que apresenta algumas formações montanhosas cujas altitudes têm menor valor com relação à zona norte, onde se localizam os pontos mais altos, os Montes Dómuè e Chiróbue com 2096 e 2021 metros respectivamente.

Fauna,

A maior diversidade de espécies animais prevalece na Savana Arbórea e Arbustiva e nas Florestas Abertas de Miombo que alcança os 30m de altura.

A Fauna Bravia existe em toda a província de Tete, porém, zonas existem com maior concentração de animais das quais se pode destacar as seguintes: Samoa - Moatize; Chicoa – Cahora Bassa; Zona do rio Lutera em Kambulatsitsi - Moatize; Zona do rio Panhane e zona de

Bawa - Mágoè, habitada pela espécie de Sitatunga (raríssima no país) e a Zona de Chiputo - Marávia.

Nestas zonas abundam Elefantes, Búfalos, Cudos, Impalas, Pala-palas, Imbabalas, Cabritos cinzentos, Xipene grisalho, Hirax, Porcos bravos, Facoceros, Varanos, Macacos de cara preta, leões, hienas, facoceros, gato serval, sitatunga, geneta ou simba, chitas, raposas orelhudas, leopardos, mabego, pangolim, cabrito de pedras, rinocerontes, etc.

Flora:

A norte da província predomina a Floresta Aberta de Miombo, Savana Arbórea e arbustiva e savana herbácea e arbórea.

As principais madeiras da província são: Chanfuta, Umbila, Miombo, Mopone, Pau preto, Ntumbue, Mbana, Miacias e Ntondo. Para fins energético são utilizada a Mipone e Micaias.

 

2.7. Precipitação e tipos de solos

A zona norte, compreende os Distritos da Angónia, Macanga, Marávia, Zumbu e Chifunde com precipitação atmosférica na ordem dos 800 e 1200 mm, é a zona mais produtiva do ponto de vista agrícola e densamente povoada.

A zona sul, compreende os Distritos de Changara, Mágoè, Cahora-Bassa, Moatize, Mutarara, Chiúta e a Cidade de Tete cuja precipitação atmosférica anual é da ordem dos 600 mm e, é a mais pobre no campo agrícola com relação a zona norte, porque não produz o suficiente para o autoconsumo.

 

2.7. Tipos de solos

A Província de Tete possui os seguintes tipos de solos:

Franco-Argiloso-Arenosos avermelhados com camada superficial mais leve, profundidade variável, fertilidade baixa a intermédia, susceptíveis a erosão principalmente a norte da província e uma pequena faixa do sul.

Nos distritos do norte ao longo do vale do Zambeze localizam-se algumas manchas dos solos delgados e pouco profundos, rochosos e não aptos para a agricultura.

A sul predominam os solos Franco-Argiloso-Arenosos Acastanhados evoluídos, fertilidade intermédia a boa, em partes delgadas; algumas manchas dos solos muito pesados, cor cinzenta e negra, mal drenados e difícil lavoura; solos fluviais-mal drenados.

Predomina também nesta região, embondeiros (mulambe) e maçaniqueiras (miçau) em nomes locais, devido a sua resistência a climas quentes.

A norte, algumas manchas dos solos Franco-Argilosos-Arenosos Acastanhados e férteis favoráveis a agricultura; Solos Argilosos Vermelhos e profundos - bem drenados e muito baixa fertilidade (nordeste).

A oeste, Solos Arenosos pouco evoluídos de dunas costeiras.

 

 

 

 

« Novembro 2014 »
Do
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30
INTRANET


Quem pode aceder?
Esqueceu a sua senha?